Artigos › 04/11/2019

3 passos para você se tornar uma pessoa mais grata

web2-close-up-portrait-young-beautiful-sincere-woman-mother-embrace-hug-little-preschool-girl-daughter-make-peace-after-quarrel-happy-motherhood-custody-guardianship-new-mother-for-adop

A gratidão, geralmente, não ocorre espontaneamente, ao contrário de crianças muito novas, que se maravilham com tudo e sabem agradecer sem que isso lhes custe alguma coisa.

Então, como podemos nos tornar mais gratos? Uma das opções é adotar a prática de reviver belos momentos, de acordo com o método de três etapas recomendado pelo padre Lionel Dalle.

Já o padre Pascal Ide, que escreveu extensivamente sobre a gratidão, explica:

“A gratidão é poderosa por causa de todos os atos, é a que mais transforma as profundezas de nossos corações. Se a psicologia prova que a gratidão está na raiz do nosso bem-estar, a teologia e a filosofia a explicam, mostrando que ela nos toca e nos transforma na parte mais íntima do nosso ser”.

Voltemos ao Pe. Lionel Dalle, sacerdote da diocese de Toulon, na França, e autor de um livro sobre gratidão. Ele sugere maneiras concretas através das quais, gradualmente, podemos adquirir o hábito da gratidão e, assim, entrar em uma nova vida com Jesus.

Praticar gratidão requer um pouco de trabalho. “Se você deseja adquirir a virtude da gratidão, é necessário repetir uma infinidade de pequenos exercícios, para que ela esteja entranhada em você, um pouco como o treinamento com pesos”, diz o padre. Aqui está um dos exercícios propostos pelo padre Dalle: é uma questão de sentir gratidão revivendo frequentemente belos momentos de nossa vida de acordo com os três passos da gratidão. Então, quais são esses três passos?

Os 3 passos

1. Reconheça as coisas boas que recebemos. Torne-se consciente da beleza de uma paisagem, de um evento que correu bem, de uma graça que Deus lhe deu. Visualize, com a maior precisão possível, todos os detalhes dessa coisa boa: o que foi / é? Do que você gostou? Sob que circunstâncias? Quem esteve presente? Esse estágio do processo de gratidão envolve o uso de nossas mentes para refletir e valorizar os benefícios que recebemos (a cabeça).

2. Reviva os bons sentimentos que esse benefício despertou em você, como admiração, gratidão, alegria, orgulho. Aqui, é uma questão do coração, não da cabeça.

3. Agradeça por esta bênção, tomando uma atitude: agradecendo ao povo na origem da bênção, doando-se aos outros, louvando ao Senhor. O ato de agradecer está relacionado à vontade (que podemos imaginar como nossas mãos).

Assim, a gratidão envolve nossa cabeça, nosso coração e nossas mãos, abrindo-nos para reconhecer o bem que recebemos e nos voltando para os outros para agradecê-los e fazer o bem em troca. Tornar esse método de três etapas um hábito nos tornará pessoas mais positivas, altruístas e construtivas.

Vamos concluir com essa observação sábia de Meister Eckhart, filósofo medieval, teólogo e místico:

“Se você agradece a Deus por todas as alegrias que ele lhe dá, não terá tempo para reclamar”.

Via Aleteia

Imprimir